Navio com 750 toneladas de diesel afundou na costa da Tunísia

Os setes tripulantes foram retirados do navio e por enquanto não há derrame de combustível.

Um petroleiro com mais de 750 toneladas de diesel, que partiu do Egito com destino a Malta, afundou neste sábado na costa sudeste da Tunísia, disse à AFP um porta-voz do tribunal local, garantindo que por enquanto não há derrame de combustível.

"O navio afundou esta manhã em águas territoriais da Tunísia e no momento não há derrame" de combustível, disse o porta-voz Mohamed Karrai, acrescentando que uma "comissão de prevenção de desastres vai reunir-se para decidir quais medidas tomar".

O petroleiro "Xelo", de bandeira da Guiné Equatorial, tinha pedido para entrar nas águas tunisinas na noite de sexta-feira para se proteger das más condições climáticas.

Quando estava a sete quilómetros das margens do Golfo de Gabés (sudeste), a água começou a entrar na sala de máquinas, segundo o Ministério do Meio Ambiente da Tunísia.

As autoridades retiraram os sete tripulantes, que estão bem de saúde. O governo tunisino está agora a esforçar-se para evitar "uma catástrofe ambiental na região", disse o Ministério do Meio Ambiente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG