Pelo menos um morto e 70 desaparecidos após deslizamento em mina

No fim de semana passado um acidente semelhante deixou seis pessoas mortas no mesmo complexo mineiro.

Pelo menos uma pessoa morreu e 70 estão desaparecidas após um deslizamento de terra numa mina de jade na região norte de Myanmar esta quarta-feira.

"Entre 70 a 100 pessoas estão desaparecidas no deslizamento", informou um elemento da equipa de resgate, citado pela AFP. "Enviámos 25 pessoas feridas para o hospital e encontramos um morto", acrescentou.

O deslizamento ocorreu durante a madrugada na mina de Hpakant, no estado de Kachin.

Quase 200 socorristas foram mobilizados para as operações de busca e resgate.

O jornal Kachin News informa que 20 trabalhadores morreram na tragédia, mas esse número ainda não foi confirmado oficialmente.

No fim de semana passado um acidente semelhante deixou seis pessoas mortas no mesmo complexo mineiro, a maior mina de jade do mundo, noticiou o portal local Mizzima.

Tais eventos são frequentes em Hpakant, onde os mineiros trabalham em condições extremamente precárias.

Em julho de 2020, uma avalanche enterrou mais de 160 mineiros enquanto extraíam o cobiçado jade das encostas escavadas e um ano antes pelo menos 54 pessoas foram mortas por um deslizamento de terra noutro ponto do complexo mineiro, localizado cerca de 800 quilómetros a norte da capital Naipyidó.

O Myanmar é o maior produtor mundial de jadeíte, uma variedade premiada de jade que é extraída principalmente nas montanhas Kachin e é particularmente procurada na vizinha China, para onde vai a maior parte das exportações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG