Espanha. Crianças que receberam vacina diluída em água geraram anticorpos

O caso aconteceu em dezembro, em Santander. Testes posteriores provaram eficácia da inoculação apesar do erro na composição da vacina.

Em dezembro, um erro na preparação das doses da vacina contra a covid-19, levou a que cerca de uma centena de crianças fossem vacinadas num centro em Santander, Espanha, com uma vacina diluída em água.

Na altura, os especialistas avisaram logo que não havia qualquer perigo para a saúde dos jovens, mas existiam dúvidas sobre a eficácia da inoculação. Esta semana soube-se que, afinal, a vacina funcionou e que as crianças geraram anticorpos. A informação é avançada pelo jornal espanhol El Mundo.

As crianças em causa foram vacinadas no dia 18 de dezembro no centro de saúde de El Alisal, em Santander. Posteriormente, o erro foi detetado e os jovens em causa foram sujeitos a testes para apurar a eficácia da vacina. Os resultados foram conhecidos esta semana e confirmaram que esta primeira dose da vacina gerou anticorpos nos jovens.

"Confirmou-se o que se estava à espera. Os testes mostraram que a vacina desenvolveu o estímulo antigénico e consequentemente a imunidade normal", disse um responsável de saúde, depois de os resultados terem sido analisados pelo serviço de imunologia de um hospital.

Os pais das crianças serão chamados a partir de hoje para lhes serem dadas todas as explicações sobre o sucedido e poderem agendar já a segunda dose da vacina.

Desde segunda até quarta-feira, a Espanha registou 86 222 novos casos de covid-19 e 224 mortes. No país vizinho, desde o início da pandemia, já foram administradas quase 16 milhões de terceiras doses da vacina e quase dois milhões de crianças entre os 5 e os 11 anos foram vacinadas com a primeira toma da vacina.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG