Equipas de socorro resgatam 20 pessoas presas em mina de carvão ilegal na China

Os mineiros ficaram presos devido a uma inundação na mina, situada em Xiaoyi, na província de Shanxi, no Norte do país, uma importante zona produtora de carvão.

Equipas de socorro chinesas conseguiram retirar 20 mineiros que estavam presos numa mina ilegal de carvão desde quarta-feira, mas continuavam hoje a tentar resgatar um trabalhador ainda no interior, noticiou a agência oficial Xinhua.

Os mineiros ficaram presos devido a uma inundação na mina, situada em Xiaoyi, na província de Shanxi, no Norte do país, uma importante zona produtora de carvão.

Centenas de elementos de equipas de socorro foram enviados para o local do acidente, onde três bombas estavam a drenar água das galerias, disse a Xinhua, citada pela agência de notícias France-Presse.

As operações são complicadas devido à estreiteza da entrada da mina ilegal e pela falta de um mapa preciso do local, segundo a televisão estatal CCTV.

Apesar das dificuldades, as equipas de socorro conseguiram trazer 20 mineiros para a superfície e ainda estavam a trabalhar no início da noite para recuperar o último, disse a mesma fonte.

Três altos funcionários locais, incluindo o chefe do Partido Comunista Chinês para Xiaoyi, foram demitidos das suas funções, disse hoje o governo local.

A polícia anunciou a prisão de sete suspeitos e que estava a procurar outas pessoas, incluindo o proprietário da mina.

De acordo com relatos dos meios de comunicação locais, o dono da mina fugiu após o acidente.

A China gera cerca de 60% da sua energia a partir do carvão.

A produção aumentou nos últimos meses, para fazer face a uma escassez que levou a cortes de energia e obrigou ao encerramento de fábricas.

As autoridades admitiram, na quinta-feira, que a elevada procura de carvão fez subir os preços e encorajou a extração ilegal.

No ano passado, o Presidente chinês, Xi Jinping, comprometeu-se a atingir a neutralidade de carbono até 2060.

A exploração mineira ilegal continua a ser um problema na China, apesar dos esforços, nos últimos anos, do Governo para o erradicar.

O Ministério de Gestão de Emergência apelou às províncias produtoras para desmantelar as minas ilegais e instaurar processos criminais contra os responsáveis pela sua operação.

Recentemente, a província de Shaanxi anunciou várias inspeções para pôr fim à mineração ilegal na região, um dos maiores produtores de carvão da China.

A agência de segurança mineira chinesa anunciou, na semana passada, ter registado 336 acidentes desde o início de 2021, menos 59 do que na mesma altura do ano passado.

Os acidentes ainda são frequentes, devido ao perigo inerente ao setor e à aplicação, por vezes aleatória, de instruções de segurança.

Em setembro, 19 mineiros presos no subsolo após o colapso de uma mina de carvão na província noroeste de Qinghai foram encontrados mortos após uma longa busca.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG