Embaixadora em Portugal diz que a sua destituição "é uma rotação agendada"

Inna Ohnivets revelou ter sido contactada dois dias antes pelo ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano.

A embaixadora da Ucrânia em Portugal disse este sábado que a sua destituição do cargo estava agendada e foi informada sobre ela dois dias antes do anúncio da decisão pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do seu país.

"Posso dizer que isso é uma rotação agendada", afirmou Inna Ohnivets em declarações à SIC, adiantando que "na decisão do presidente ucraniano há a informação de que três embaixadores terminam as suas funções, segundo o plano da rotação".

Quando questionada se já sabia que não iria ser reconduzida no cargo, a diplomata ucraniana apenas mencionou que dois dias antes teve uma conversa telefónica com o ministro dos Negócios Estrangeiros do seu país em que foi informada que a decisão se contextualizava no plano de rotação.

"Tive uma conversa telefónica dois dias antes, com o nosso ministro dos Negócios Estrangeiros, e ele informou-me que, segundo o plano de rotação, será esta decisão", disse a embaixadora.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, destituiu Inna Ohnivets das funções de embaixadora da Ucrânia em Portugal, comunicou o chefe de Estado no seu site oficial.

Numa nota no site, assinada na sexta-feira, Zelensky dá conta da "destituição" de Inna Ohnivets do cargo de embaixadora extraordinária e plenipotenciária da Ucrânia junto da República Portuguesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG