Exclusivo Demola Global. A cooperação educativa que vem do frio escandinavo

Estrela destacada dos rankings mundiais, a Finlândia aposta na cooperação com outros países. O DN falou com Ville Skinnari, o ministro finlandês, que trouxe a Portugal o programa Demola Global.

Insiste muito na importância do trabalho de equipa e lá para o final da conversa explicará que essa foi uma das lições que trouxe do mundo do desporto, já que foi jogador profissional de hóquei no gelo. Ville Skinnari, ministro para o Desenvolvimento da Cooperação e Comércio Externo da Finlândia, veio esta semana a Portugal para um conjunto de encontros governamentais, mas sobretudo para formalizar a cooperação educativa entre os dois países, nomeadamente ao nível do Ensino Politécnico, através do programa finlandês Demola Global, que chega agora ao nosso país.

Uma cooperação inesperada, atendendo a que falamos de países com geografias e sociedades tão diferentes? Ao DN, Ville Skinnari diz que não e foca-se nos pontos em comum: "Portugal e Finlândia são aproximadamente do mesmo tamanho, ambos com vizinhos grandes e mais poderosos. Penso que este momento, em que recomeça a vida após o desastre da pandemia, é o ideal para aprofundarmos a cooperação mútua." Na "bagagem" traz a Demola Global, plataforma educativa para o Ensino Superior que já opera em 18 países e congrega, neste momento, 50 estabelecimentos de ensino e cerca de 750 mil estudantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG