Contra-ofensiva ucraniana obriga a suspender referendo russo em Kherson

Segundo Kirill Stremousov, funcionário pró-Moscovo em Kherson, esta foi uma decisão "compreensivelmente prática" porque eles estão "a cumprir a tarefa principal: alimentar e proteger a população".

Autoridades instaladas em Moscovo na região ocupada de Kherson disseram na segunda-feira que estavam a interromper os planos de um referendo para se tornar parte da Rússia a meio de uma contraofensiva ucraniana.

Kherson e a região sul de Zaporijia estão amplamente sob o controlo da Rússia desde as primeiras semanas da invasão de Moscovo em fevereiro, e agora estão a ser integradas à economia russa.

"Nós preparámo-nos para a votação, queríamos realizar um referendo num futuro próximo, mas por causa de todos os eventos que estão a acontecer, acho que vamos fazer uma pausa por enquanto", disse Kirill Stremousov, funcionário pró-Moscovo em Kherson numa emissão transmitida pela TV estatal russa.

Stremousov disse que esta foi uma decisão "compreensivelmente prática" porque eles estão "a cumprir a tarefa principal: alimentar e proteger a população".

Os seus comentários vêm quando as forças ucranianas estão a reivindicar ganhos numa contra-ofensiva contra o exército russo no sul da Ucrânia, dizendo que recapturaram várias áreas e destruíram alvos.

O comando sul da Ucrânia disse no Facebook na noite de domingo que também atingiu um depósito de munições e um centro de controlo do exército russo a sudeste de Kherson, cidade tomada por Moscovo nos primeiros dias da guerra.

Na sua mensagem diária no domingo, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky anunciou a recaptura de duas aldeias no sul e uma no leste, sem dar seus nomes.

O vice-chefe da administração presidencial, Kyrylo Tymoshenko, também publicou no Facebook uma foto de uma bandeira ucraniana sendo hasteada na vila de Vysokopillia, na parte norte da região de Kherson, quase totalmente controlada pelos russos.

Vysokopillia foi capturado em março e estava perto da linha de frente desde junho, quando o exército ucraniano começou a avançar.

"A contra-ofensiva ucraniana está a fazer progressos verificáveis ​​no sul e no leste", disse o Instituto para o Estudo da Guerra, um grupo de pesquisa com sede nos EUA, em um relatório. "As forças ucranianas estão a avançar ao longo de vários eixos no oeste de Kherson Oblast (região) e garantiram território ao longo do rio Siverskyi Donets em Donetsk Oblast", afirmou.

O comando do sul da Ucrânia disse que suas forças estão a tentar atrapalhar o "gerenciamento de movimentos de tropas e logística" do exército russo por meio de ataques aéreos e fogo de artilharia.

O Ministério da Defesa russo disse na segunda-feira que continua a infligir pesadas perdas ao exército ucraniano e "tentando ganhar uma posição" em algumas áreas do sul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG