Autoridades canadianas recomendam suspensão da AstraZeneca a menores de 55 anos

No imediato não foi possível esclarecer o motivo desta recomendação, mas diversos Estados europeus, que suspenderam a administração da vacina pelos receios de que poderia provocar coágulos sanguíneos

O Comité Nacional de Aconselhamento sobre Imunização do Canadá está a recomendar uma pausa na vacinação da AstraZeneca contra a covid-19 a pessoas com menos de 55 anos, noticiou esta segunda-feira a agência noticiosa Associated Press (AP).

A agência indica que uma pessoa familiarizada com este dossiê confirmou a informação sob anonimato, com as províncias do Canadá a decidirem de forma autónoma sobre a adoção ou rejeição desta recomendação.

No imediato não foi possível esclarecer o motivo desta recomendação, mas diversos Estados europeus, que suspenderam a administração da vacina pelos receios de que poderia provocar coágulos sanguíneos, retomaram a vacinação após a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ter considerado a vacina segura.

O Canadá deverá receber esta semana dos Estados Unidos 1,5 milhões de doses da AstraZeneca.

A vacina tem sido amplamente utilizada no Reino Unido, ao longo do continente europeu e em outros países, mas a sua aplicação foi perturbada por diversos relatórios inconclusivos sobre a sua eficácia, e mais recentemente pelos receios sobre os seus efeitos secundários e que implicaram uma pausa nas inoculações.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.784.276 mortos no mundo, resultantes de mais de 127 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.843 pessoas dos 820.716 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG