Ator Jussie Smollett condenado a 150 dias de prisão por encenar ataque racista em 2019

Smollett foi também condenado a pagar 120.106 dólares (109 mil euros) de compensação à cidade de Chicago.

O ator norte-americano Jussie Smollett foi condenado, na quinta-feira, em Chicago, a 150 dias de prisão por ter encenado um ataque racista e homofóbico em 2019, do qual teria sido vítima.

O juiz condenou o ator a 30 meses de liberdade condicional e a 150 dias na prisão do condado, negou um pedido de suspensão da sentença de Smollett e ordenou que fosse imediatamente colocado sob custódia.

Smollett foi também condenado a pagar 120.106 dólares (109 mil euros) de compensação à cidade de Chicago.

O ator, homossexual e afro-americano, de 39 anos, estava acusado por um tribunal de Chicago, no estado do Illinois, de ter planeado um falso assalto e ter mentido à polícia.

O ator terá pago 3.500 dólares (cerca de 3.102 euros) a dois irmãos de origem nigeriana.

Durante a audiência, Smollett continuou a declarar-se inocente.

Jussie Smollett afirmou sempre ter sido atacado numa rua da cidade por dois apoiantes do antigo Presidente dos Estados Unidos Donald Trump, com alegadas calúnias racistas e homofóbicas, tendo-lhe colocado uma corda ao pescoço.

O caso causou uma onda de choque num país ainda fortemente marcado pela discriminação racial e sexual.

As imagens de videovigilância, o teste às informações dos telemóveis dos três e dos vídeos, porém, rapidamente semearam dúvidas entre os investigadores que concluíram ter sido uma encenação.

Os supostos atacantes, os dois irmãos, que fugiram para a Nigéria depois do ataque, foram detidos ao regressarem a Chicago em meados de fevereiro de 2021.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG