Taiwan inicia exercícios militares com fogo real

Os exercícios das forças taiwanesas também deverão decorrer na quinta-feira.

DN/Lusa
Taiwan realiza exercícios de fogo real em Pingtung para simular a defesa do país contra uma potencial invasão chinesa© EPA/RITCHIE B. TONGO

Taiwan iniciou esta terça-feira exercícios militares com fogo real a simular a defesa da ilha contra uma potencial invasão chinesa, um dia depois de a China ter prolongado as suas manobras militares junto daquele território.

"Vamos praticar contra-ataques contra ataques inimigos simulados em Taiwan", disse, na segunda-feira, Lou Woei-jye, porta-voz do Oitavo Corpo do Exército, no mesmo dia em que Pequim voltou a realizar novos exercícios militares perto da ilha, ignorando os apelos internacionais para o fim das manobras, que deviam ter terminado no domingo.

O porta-voz do Oitavo Corpo do Exército de Taiwan confirmou que os exercícios começaram esta terça-feira na região de Pingtung, no extremo sul do território, com o disparo de sinalizadores e artilharia.

As forças da ilha de Taiwan treinam manobras de reação a eventuais desembarques em Pingtung, segundo informações do exército taiwanês, que acrescentou que várias centenas de soldados foram destacados para os exercícios.

Lou Woei-jye afirmou que estes exercícios das forças taiwanesas, que também irão decorrer na quinta-feira, estavam já programados e não constituem uma resposta aos exercícios das forças chinesas em curso.

Após a visita da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan no passado dia 2 de agosto - encarada pelas autoridades chinesas como uma provocação - a China iniciou manobras com munição real em seis grandes áreas ao redor da ilha, território que Pequim reivindica como uma província separatista a ser reunificada pela força caso necessário.

Com AFP