Nova delegação do Congresso norte-americano visita Taiwan

A delegação do Congresso dos EUA chegou a Taiwan no domingo, disse a embaixada de facto de Washington em Taipei, dias depois de a China realizar exercícios militares ao redor da ilha em retaliação à visita da presidente de Nancy Pelosi.

DN/AFP
Ed Markey, senador democrata© RYAN MCBRIDE, AFP/GETTY IMAGES

A visita não anunciada de domingo ocorreu depois de a visita da presidente da Câmara dos Representantes ter enfurecido Pequim no início deste mês, provocando exercícios aéreos e marítimos chineses sem precedentes que aumentaram a perspetiva de conflito.

"O senador Ed Markey, o deputado John Garamendi, o deputado Alan Lowenthal, o deputado Don Beyer e o deputado Aumua Amata Coleman Radewagen visitarão Taiwan de 14 a 15 de agosto de 2022, como parte de uma visita maior à região do Indo-Pacífico", disse o Instituto Americano em Taiwan em comunicado.

"A delegação reunirá com líderes seniores de Taiwan para discutir as relações EUA-Taiwan, segurança regional, comércio e investimento, cadeias de distribuição globais, mudanças climáticas e outras questões significativas de interesse mútuo", acrescentou.

A delegação de cinco membros é liderada pelo senador democrata Ed Markey de Massachusetts, e inclui ainda o deputado republicano Aumua Amata Coleman Radewagen e os democratas John Garamendi e Alan Lowenthal da Califórnia e Don Beyer da Virgínia.

O Ministério das Relações Exteriores de Taiwan saudou a visita da delegação como mais um sinal de laços calorosos entre Taipei e Washington.

"O Ministério das Relações Exteriores expressa as suas sinceras boas-vindas (à delegação)", disse o ministério em comunicado.

"Como a China continua a aumentar as tensões na região, o Congresso dos EUA organizou novamente uma delegação de peso pesado para visitar Taiwan, mostrando uma amizade que não tem medo das ameaças e intimidações da China e destacando o forte apoio dos EUA a Taiwan".

A delegação encontrar-se-á com o presidente Tsai Ing-wen e participará de um banquete oferecido pelo ministro das Relações Exteriores, Joseph Wu, durante a visita, acrescentou o ministério.

"Os dois lados trocarão extensivamente pontos de vista sobre questões como segurança Taiwan-EUA e relações comerciais", afirmou.