Advogado encomendou própria morte para filho receber dinheiro de seguro

Alex Murdaugh acabou por sofrer apenas ferimentos ligeiros e agora enfrenta várias acusações. Três meses antes, a mulher e um outro filho tinham sido encontrados mortos em casa.

Alex Murdaugh, 53 anos, um conhecido advogado norte-americano, terá planeado a sua própria morte com o objetivo de o filho poder receber o dinheiro do seguro de vida (10 milhões de dólares, cerca de 8,5 milhões de euros), indicou a polícia após uma investigação a este caso que remonta ao dia 4 de setembro. O homem acabou por sofrer apenas ferimentos ligeiros e enfrenta agora várias acusações, de acordo com a BBC.

Esta situação aconteceu apenas três meses depois de a sua mulher e de um outro filho terem sido encontrados mortos a tiro em casa, caso que ainda está sob investigação, e que não se sabe se de alguma forma está relacionado com este.

Alex Murdaugh é descendente de uma família com posses e com histórico na área de Direito no estado da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Ao longo de três gerações, o seu bisavô, avô e pai foram promotores de uma região de cinco condados no estado.

O advogado foi baleado a 4 de setembro, precisamente um dia depois de se ter demitido do escritório de advogados onde trabalhava. Mas só sofreu ferimentos ligeiros.

O escritório onde Murdaugh trabalhava alegou na altura que o advogado desviou dinheiro da empresa e revelou que este era viciado em opioide, tendo mesmo sido sujeito a um tratamento numa clínica de reabilitação dias após ser baleado.

Murdaugh foi encontrado com ferimentos ligeiros na cabeça depois de ter sido baleado numa estrada. Inicialmente, os advogados de Murdaugh alegaram que ele estava a trocar um pneu do carro quando um homem não identificado o baleou. Acabou por receber alta do hospital dois dias depois.

Agora, a polícia alega - e os advogados de Murdaugh admitem - que ele contratou um assassino para o balear com o objetivo do filho receber o dinheiro do seguro.

O atirador, Curtis Edward Smith, ex-cliente de Murdaugh, de 61 anos, enfrenta uma série de acusações, incluindo conspiração para cometer fraude de seguro, agressão e espancamento, suicídio assistido e porte de drogas. Smith já se declarou culpado.

Embora Murdaugh não tenha sido ainda acusado de qualquer crime, a polícia diz que são esperadas acusações.

A pergunta que se coloca agora é se os crimes (este e a morte da mulher e do filho três meses antes) estão de alguma forma relacionados. Em declarações ao programa Morning da NBC, na quarta-feira, o advogado negou que Murdaugh esteja implicado nesse crime "Ele está totalmente perturbado", disse Harpootlian. "Ele não os matou."

Após as mortes, os irmãos de Murdaugh, Randy e John, disseram não saber se a família tinha inimigos, embora alegassem que o filho Paul tinha recebido ameaças.

O caso Murdaugh também levou a polícia a abrir uma investigação sobre a morte de Stephen Smith em 2015, um jovem de 19 anos encontrado morto no mesmo condado, a menos de 16 quilômetros de distância. A morte foi inicialmente considerada por arma de fogo, mas depois classificada como um provável atropelamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG