O que aconteceu no dia em que nasceu? Saiba na capa do DN. E leve para casa  

Na Praça do Município é possível saber um pouco mais da sua história. Os leitores podem encomendar a primeira página do DN de uma determinada data - um presente histórico.

Na Praça do Município, nas Histórias de Natal DN/Kia, pode levar a sua própria história para casa. O Diário de Notícias trouxe para a rua, e pela primeira vez, um serviço que existe há mais de três décadas: qualquer leitor pode comprar a capa do jornal de um dia à sua escolha. Do dia do seu aniversário, ou da avó, até porque tem 154 anos à escolha. É ainda possível personalizar a primeira página com um texto ou uma fotografia - embora nesta opção se apague um pouco a história. No arquivo do DN, as histórias de quem quer guardar a sua própria história impressa são muitas.

Já houve quem pedisse uma capa com 101 anos para oferecer ao pai, quem tenha pedido a data em que comemorava as bodas de prata (e também as de ouro) e algumas capas personalizadas serviram de convite de casamento. Sim, também é possível tornar uma primeira página mais pessoal, sem alterar a sua estrutura. Afinal, a ideia é reproduzir fielmente uma página de notícias impressa. O que a equipa do Arquivo do jornal faz é introduzir uma notícia relativa a um acontecimento importante para a pessoa a quem será oferecida a capa, como a data de nascimento ou mesmo uma fotografia.

Todos os anos, o Arquivo do Diário de Notícias recebe uma média de 2000 encomendas. "Pode ser só um texto, ou uma chamada de capa, o certo é quem quem vê uma capa personalizada em casa de alguém gosta muito e normalmente também acaba por pedir uma para si", conta Luís Matias, que há 17 anos trata destes pedidos especiais dos leitores. Ao seu lado, tem uma pilha de algumas folhas, são pedidos de pessoas que querem guardar a sua própria história impressa numa capa do DN.

Alguns são especiais: contar os 50 anos de alguém em capas de jornal. O resultado foi um livro formado por 50 páginas, a capa do Diário de Notícias do primeiro dia de cada ano de vida do aniversariante. "Também já aconteceu pedirem-nos várias páginas, mas de dez em dez anos. E assim contaram uma vida de década em década", conta Sara Guerra, que recorda as capas que o DN ofereceu a personalidades como o Papa Francisco, Marcelo Rebelo de Sousa ou Simone de Oliveira.

"É um presente diferente e que ninguém está à espera de receber", comenta Cristina Cavaco, a mais antiga funcionária do Arquivo do jornal e que explica como é simples fazer o pedido de uma capa. Basta enviar a imagem ou o texto pretendido (por e-mail, por exemplo) que em 48 horas a página do jornal chegará às mãos de quem a pediu.

O cuidado na composição passa até pela escolha da cor - pérola - do papel em que é impressa a página. "Para amarelecer mais rapidamente e assim dar o aspeto envelhecido que se pretende", acrescenta Luís Matias.

Como fazer?

Na Praça do Município, durante o evento Histórias de Natal DN/Kia, a banca do DN está no mercadinho de Natal, mesmo em frente à entrada. Basta dirigir-se ali e encomendar a capa da data ou datas pretendidas.

A página não é feita na altura, porque muitas das capas em arquivo precisam de tratamento gráfico. Mas poderá ser entregue emoldurada ou simples e ser levantada no edifício do jornal - ou enviada pelo correio.

Ler mais

Exclusivos