Premium Comissão da Liberdade Religiosa quer jeovás, budistas, hindus e crentes sem religião contabilizados

Pergunta sobre religião pouco mudou desde 1900, quando foi pela primeira vez integrada no Censos. Comissão propôs que sejam acrescentadas as opções budista, hindu e testemunha de Jeová, assim como "crente sem religião". INE diz que vai integrar proposta no inquérito-piloto em 2020. E que depois se verá.

"Achámos que devíamos alertar o Instituto Nacional de Estatística para a necessidade de aperfeiçoamento da pergunta", diz ao DN Eduardo Vera Jardim, presidente da Comissão da Liberdade Religiosa (CLR). "Pareceu-nos que o estudo sobre as identidades religiosas na Área Metropolitana de Lisboa [publicado no início de julho, mas cujas conclusões foram conhecidas no final de 2018] tinha ressaltado um conjunto de matérias com alguma novidade e fizemos uma proposta com a intenção de penetrar um pouco mais o fenómeno religioso. Gostaríamos que o Censos não significasse um recuo em relação a esse estudo."

A proposta, consensualizada no seio da comissão, foi apresentada num reunião tida "há dois ou três meses" com o presidente do INE, Francisco Lima, com a responsável da equipa que está a elaborar o questionário. "Disseram que iriam tomar isso em consideração", certifica Vera Jardim.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG