Premium G20. O convidado incómodo, os eternos inimigos e Bolsonaro de fora

Trump vai discutir comércio com Xi Jinping e pôs a hipótese de não se reunir com Putin por causa da Ucrânia. O príncipe saudita é o convidado incómodo, mas poderá manter encontro com Erdogan. Bolsonaro, a pouco mais de um mês de tomar posse, recusou o convite para estar presente entre a elite mundial.

Os líderes das 19 maiores economias mundiais e um representante da União Europeia reúnem-se a partir desta sexta-feira em Buenos Aires, para a cimeira do G20. Na agenda está a discussão sobre economia global, o futuro dos mercados de trabalho e a igualdade de género. Mas na primeira vez que um país sul-americano acolhe esta reunião as atenções estão centradas nos encontros que decorrem à margem.

Em conjunto, os 20 líderes reunidos na Argentina representam 85% da economia e dois terços da população mundial. É normal ser assinada uma declaração final entre todos, mas temas como as alterações climáticas ou comércio podem travar um consenso (em especial por causa das posições antagónicas dos EUA). Ou levar à assinatura de um documento suavizado nessas matérias.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG