Premium Universidades americanas disputam manuscritos de Lobo Antunes

A Universidade de Yale é a que o escritor olha como a que melhor preservará o seu espólio. Mas não é a única instituição norte-americana que o contactou.

Os manuscritos de mais de trinta romances, notas originais de uma obra com décadas e todo o espólio que documentam a oficina literária de António Lobo Antunes podem deixar Portugal e ir para arquivos de universidades norte-americanas. A Universidade de Yale é aquela com que o escritor português está mais em sintonia, uma vez que não ficou insensível à proposta feita pela prestigiada Universidade de Harvard para depositar numa delas todo o material em que escreveu a sua obra.

António Lobo Antunes confirmou ao DN a situação: "Tenho tido contactos de universidades americanas que desejam preservar o meu espólio literário." Também refere que não há qualquer compensação financeira para que aceite os convites: "Não existem valores em jogo, apenas a garantia - que em Portugal não tenho - de que todo o material será preservado com qualidade." Uma das suas preocupações é o facto de sempre ter escrito em "folhas de bloco normais e com esferográfica", suportes que exigem cuidados extremos para não se estragarem.

Ler mais