Premium Greta. O que há de estranho em querer salvar o mundo?

De Joana d'Arc a Malala, passando pelos liceais de Parkland e por tantos jovens portugueses antifascistas, a história está cheia de adolescentes que quiseram combater o mal e são admirados por isso. Em que é que Greta Thunberg é diferente?

Marta Bobichon Loja Neves. Conhece este nome? Provavelmente não. Marta tinha 16 anos quando em abril de 1999 falou perante a então Comissão de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, na Suíça, a representar Timor-Leste. Na altura não havia Facebook, Twitter nem Instagram nem telemóveis com câmaras - incrível, não é? Houve um tempo assim - e apesar de Timor ser nesse ano um dos principais assuntos na atualidade portuguesa o feito não foi uma sensação mediática. 20 anos depois, muito poucos saberão dele.

Como é que aconteceu ver-se nessa situação? Também nisso a história de Marta tem coincidências com a de Greta. Tinha 9 ou 10 anos a 12 de novembro de 1991, quando como tantas vezes sucedia chegou a casa antes dos pais, vinda da escola, e ligou a TV. Quando estes abriram a porta lá estava ela, a absorver as imagens do massacre de Santa Cruz.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras