Premium A odisseia do regresso de Djon à África onde nunca esteve

Djon África, a primeira longa-metragem de Filipa Reis e João Miller Guerra, chega amanhã às salas portuguesas, depois de passar por vários festivais internacionais.

Durante três meses, Filipa Reis e João Miller Guerra filmaram no arquipélago de Cabo Verde a odisseia de Djon África, a quem Miguel Moreira, ator de vários documentários dos realizadores, emprestou corpo e muita da sua história. Djon percorre o arquipélago à procura do pai, que nunca conheceu. Todavia, é Cabo Verde que ele, nascido e criado na periferia de Lisboa, apesar do passaporte cabo-verdiano, descobre. E com isso, descobre-se a ele próprio e a maturidade que daí advém.

Com produção e argumento de Pedro Pinho, realizador de A Fábrica do Nada, e direção de fotografia de Vasco Viana, a primeira longa-metragem de ficção de Reis e Miller Guerra, Djon África, com Miguel Moreira e Isabel Cardoso, chega amanhã às salas portuguesas.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG