Premium G20. Começa a cimeira de todos os (des)acordos

Comércio, alterações climáticas e tensão entre Estados Unidos e Irão são alguns dos temas do encontro, em Osaka, de líderes mundiais em tensão.

O governo japonês não deixou nada ao acaso e apostou numa agenda ambiciosa empenhada na transição digital, nos desequilíbrios estruturais da economia globalizada e na reforma urgente da Organização Mundial do Comércio (no que conta com o apoio da UE). Mas os temas mais mediáticos serão a guerra comercial entre os EUA e a China, o estado de pré-guerra entre EUA e Irão e o combate às alterações climáticas.

Osaka preparou-se a preceito para receber os chefes de Estado e de governo das 20 maiores economias mundiais. A segunda cidade japonesa está vigiada por 32 mil polícias e 60 navios da guarda costeira. O trânsito está cortado em certas artérias e 700 escolas estarão fechadas durante os dois dias da cimeira, apesar de o encontro se realizar no centro de congressos da cidade, localizada numa ilhota na periferia. Até a prostituição é suspensa: os 160 estabelecimentos - oficialmente são restaurantes, uma vez que o comércio sexual é ilegal - do bairro de Tobita-Shinchi tomaram a iniciativa de encerrar, o que acontece pela primeira vez desde as cerimónias fúnebres do imperador Hirohito, em 1989.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG