Fertagus reforça oferta de comboios em 10%

Aumento de comboios duplos e maior número de viagens entre Lisboa e Setúbal irão responder ao crescimento da procura com os novos passes. Os 18 comboios passarão a ter mais lugares de pé e menos lugares sentados.

Os utentes da Fertagus poderão contar com mais 10% de oferta a partir de outubro. A gestora dos comboios da Ponte 25 de Abril terá capacidade para receber mais passageiros através do aumento dos comboios com oito carruagens - os chamados comboios duplos - e através do aumento das ligações entre Lisboa e Setúbal. Até ao final do ano, todos os comboios da Fertagus também deverão acomodar mais utentes de pé.

Primeiro, chegarão os comboios com oito carruagens. "Vamos fazer mais 16 comboios duplos por dia e mais sete ou oito ligações diretas a Setúbal. Começaremos a fazer os comboios duplos mais cedo, a partir de Setúbal", anunciou a administradora delegada da Fertagus, Cristina Dourado, ao DN/Dinheiro Vivo.

O aumento das ligações entre as duas cidades será feito com o prolongamento de viagens, sobretudo à tarde. Há viagens que começavam ou terminavam em Coina e que vão passar a ter início ou fim na cidade sadina. A Fertagus já tem canal horário disponível para concretizar estas alterações junto da IP, a gestora ferroviária nacional, apurou o DN/Dinheiro Vivo.

A Fertagus apenas não tem a data definida para a entrada destes horários "porque obriga a maior disponibilidade de meios humanos. Estamos a fazer contratação interna e a dar possibilidade de os nossos funcionários serem maquinistas. Isto também implica, ao mesmo tempo, alterações na rotação de material e nas escalas de serviço".

Cristina Dourado, no entanto, deixa uma garantia: "É certo que até outubro vamos lançar estes horários. Se conseguirmos começar antes, em setembro, tanto melhor."

Mais lugares de pé

Mesmo no final do ano, os 18 comboios do parque de material da Fertagus passarão a ter mais lugares de pé - e menos lugares sentados. Isso irá acontecer se o IMT - Instituto da Mobilidade e dos Transportes validar o comboio que a transportadora está a testar desde maio e que conta com menos 112 lugares sentados e mais 160 lugares de pé; em termos líquidos, são mais 48 lugares por comboio.

"O comboio vai estar em testes até o IMT dizer que é uma solução possível. Estamos a avaliar as deformações que o comboio possa ter e se não há qualquer problema para a estrutura", explica a gestora ferroviária. Até agora, "as reações têm sido positivas".

A decisão final do IMT será tomada em setembro, acredita Cristina Dourado. Com o parecer favorável do instituto e sem necessidade de alterações, a Fertagus assegura: "Temos capacidade para modificar todos os comboios em dois meses." Ou seja, toda a frota ficará renovada até ao final de novembro.

O aumento da oferta nos comboios da Fertagus é essencial para a transportadora responder ao aumento de procura de 20% desde a entrada do passe único. A empresa integrou o sistema que permite pagar 40 euros por mês para viajar nos operadores de transportes dos 18 concelhos da Área Metropolitana de Lisboa.

Novo desafio poderá estar a caminho, a partir de quinta-feira, 1 de agosto. Arranca nesse dia o passe Navegante Metropolitano Familiar, com bilhetes a 80 euros para as famílias com três ou mais elementos. A Fertagus sabe que há "bastante procura" por este novo passe. Desconhece, contudo, se "serão ou não as mesmas pessoas a andar nos comboios e que vão passar a pagar menos".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG