Premium Festival com 50 filmes de mulheres no São Jorge

Arranca na próxima quarta-feira a 6.ª edição do Olhares do Mediterrâneo - Women's Film Festival. O Cinema São Jorge, em Lisboa, é a casa deste festival que celebra a produção cinematográfica das mulheres no Mediterrâneo.

Não há muitos festivais com um caráter tão específico: uma programação que dá a conhecer filmes realizados por mulheres com origem mediterrânica ou a trabalharem nos países dessa região. Ainda jovem, mas já com muita força à sua 6.ª edição, o Olhares do Mediterrâneo- agora com o subtítulo Women's Film Festival, em vez de Cinema no Feminino - volta a instalar-se na sala lisboeta do São Jorge para cinco dias compostos por mais de 50 filmes (a grande maioria inéditos por cá) que mostram a pluralidade da lente feminina. Começa na próxima quarta-feira e termina no domingo, dia 3 de novembro.

Apesar de específico, oOlhares não é um certame de temática limitada. Nas produções que se apresentam dentro e fora de competição, com diferentes realidades sociais, experiências de vida e reflexões sobre o panorama mundial, espelha-se a índole humanista que orienta os princípios da programação, sempre atenta às questões da igualdade e dos direitos humanos. Veja-se títulos como Nar, de Meriem Achour-Bouakkaz, documentário de coprodução argelina e canadiana que se debruça sobre a violência da autoimolação pelo fogo; Puta Mina, realizado pelo coletivo espanhol homónimo, que concentra as vozes de mulheres de mineiros que viveram o fim dessa indústria; a ficção em formato curta-metragem Lollipop, da saudita Hanaa Saleh Alfassi, com uma história de violência doméstica; ouNudar, de Rand Beiruty, o diálogo entre duas mulheres (a própria realizadora e uma refugiada) num campo de refugiados na Alemanha.

Ler mais

Exclusivos