25 JUL 2020
25 julho 2020 às 00h10

"Não é possível continuar a desperdiçar recursos, como desde o ouro do Brasil"

O especialista em assuntos europeus e cabeça de lista do Aliança às últimas europeias, após muitos anos de trabalho em Bruxelas, diz-se satisfeito com o acordo conseguido no Conselho Europeu, mas mantém que é preciso mais solidariedade entre os 27. Paulo Sande reconhece que Portugal tem agora a oportunidade, que não pode desperdiçar, de dar o salto após 20 anos em que andou a "marcar passo".