Premium Carteiristas peruanos conseguiram 38 mil euros com furtos ao pequeno-almoço

Os milhares de turistas que visitam Lisboa são um "mercado" apetecível para os carteiristas que vêm do estrangeiro. Como o trio de peruanos que em seis meses furtou objetos e dinheiro no valor de 38 mil euros.

Uma mala pendurada numa cadeira de um hotel, ao pequeno-almoço, era uma tentação. Tal como uma mochila no chão no aeroporto. E para um trio de carteiristas peruanos era impossível resistir a estas "ofertas".

O grupo chegou a Lisboa em setembro do ano passado, vindo de Madrid (Espanha), e em seis meses terá sido responsável por 20 furtos, que renderam 37 983 euros em valores e dinheiro, segundo a acusação do Ministério Público (MP).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.