Premium Carteiristas peruanos conseguiram 38 mil euros com furtos ao pequeno-almoço

Os milhares de turistas que visitam Lisboa são um "mercado" apetecível para os carteiristas que vêm do estrangeiro. Como o trio de peruanos que em seis meses furtou objetos e dinheiro no valor de 38 mil euros.

Uma mala pendurada numa cadeira de um hotel, ao pequeno-almoço, era uma tentação. Tal como uma mochila no chão no aeroporto. E para um trio de carteiristas peruanos era impossível resistir a estas "ofertas".

O grupo chegou a Lisboa em setembro do ano passado, vindo de Madrid (Espanha), e em seis meses terá sido responsável por 20 furtos, que renderam 37 983 euros em valores e dinheiro, segundo a acusação do Ministério Público (MP).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.