Novos super-heróis da Marvel têm nota negativa

Muitos dos que já viam os Novos Novos Guerreiros (New New Warriors) da Marvel estão a torcer o nariz. Questões de género e raça desagradam a vários setores. A anterior geração de Guerreiros foi mais bem recebida nos anos 1990.

Já faltam poucos dias, mais precisamente a 15 de abril, para os fãs da Marvel terem novos heróis. Desta vez, um grupo de teenagers de que os Novos Guerreiros - Night Thrasher, Firestar, Rage, Speedball, Namorita e Silhouette - vão ser mentores com o objetivo de criar uma nova geração de heróis.

Serão os Novos Novos Guerreiros, mas só se ultrapassarem os desafios que ser uma personagem do universo Marvel exige, uma tarefa que os Novos Guerreiros dos anos 1990 venceram e que as primeiras críticas aos novos super-heróis parecem estar a condenar por antecipação devido a uma má receção - principalmente no que toca à abordagem LGBTI e racial feita com alguns das novas personagens.

O certo é que a anterior geração, os Novos Guerreiros, foram bem recebidos por representarem perfeitamente os ideais daqueles anos 1990, no entanto, os Novos Novos Guerreiros ainda vão ter de lutar bastante para alterarem as primeiras opiniões iniciais.

Em causa não está apenas uma má reação ao autor, Daniel Kibblesmith, mais conhecido por ser argumentista de Stephen Colbert Show, e também ao desenhador, Luciano Vecchio, ilustrador de Iron Heart, mas também por alguns dos pormenores próprios da conceção de um super-herói: ter uma roupa que esconda a identidade.

Com o lançamento anunciado, tudo decorre da nova Lei da Kamala, que proíbe vigilantes com menos de 21 anos sem o acompanhamento de mentores com provas dadas, e é aí que entram os Novos Guerreiros. Serão eles a treinar os Novos Novos Guerreiros.

Screetime
É um super-herói que está ligado à internet desde que foi exposto a uma experiência do avô com "gás da internet" e pode em tempo real aceder a tudo o que está online. Para Kibblesmith esta é uma qualidade tão importante como a dos Novos Guerreiros, quando surgiram em 1990, pois até ao momento nenhum super-herói vivia neste novo mundo virtual.

Snowflake and Safespace
São gémeos psíquicos, mas, mais do que essa habitual particularidade entre irmãos gémeos, o primeiro tem poderes para criar flocos de neve como arma e o segundo cria campos de força para se proteger a si e ao mesmo tempo outras personagens. Diferem dos antigos super-heróis porque veem o uso da violência como combate ao bulliyng. Snowflake é quem tem mais poder ofensivo e Safespace é mais capaz no poder defensivo - são o complemento um do outro.

B-Negative
É um adolescente que foi exposto ao sangue de Michael Morbius e ficou como um vampiro vivo que tem como passatempo as músicas dos anos 1990 e de 2000. Diz que o mundo é um vampiro e ele também, daí que tenha poderes semelhantes apesar de agir como uma pessoa normal.

Trailblazer
Também parece uma adolescente normal, mas a sua mochila mágica permite-lhe viajar para onde quiser. Diz que recebeu o seu poder de deus, mas "não do deus em que estão a pensar". Tem vontade de ajudar os outros e é voluntária num centro de idosos. Não se vê como uma super-heroína.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG