Premium PSP em guerra contra as armas: zero novas licenças em 2018

As armas de defesa pessoal estão em queda - ou não fosse Portugal um dos países mais seguros do mundo. E a PSP aperta cada vez mais os critérios para autorizar estas licenças.

O Estado assume a defesa dos cidadãos - é este o princípio que inspira a direção da PSP quanto às armas de defesa pessoal, cujo número de novas licenças está em queda abrupta. Em 2018 não foi emitida nenhuma autorização para este tipo de armas (revólveres e pistolas), tendo apenas sido renovadas 190 antigas licenças.

Mesmo este número de renovações no ano passado foi o mais reduzido de sempre. Em 2017, por exemplo, foram renovadas 409 licenças de defesa pessoal a civis, o que já foi um sinal desta queda em relação ao ano anterior, 2016, em que foram renovadas 2873 licenças.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.