Premium A geometria da modernidade

Neste verão, podemos ver ou rever Dois Homens em Manhattan, um filme de Jean-Pierre Melville que nos devolve aos tempos da Nova Vaga francesa - o cenário, em todo o caso, é nova-iorquino.

1. Ao rever o filme Dois Homens em Manhattan, de Jean-Pierre Melville (1917-1973), não pude deixar de pensar como a história do cinema permanece uma paisagem em aberto, suscetível de permanentes avaliações e reavaliações. Importa não cedermos a essa ideia simplista, a meu ver anticinéfila, segundo a qual os filmes envelhecem "bem" ou "mal". Mesmo neste tempo de muitos e variados suportes de difusão digital, os filmes permanecem iguais a si próprios - somos nós que mudamos e, melhor ou pior, envelhecemos.

Ler mais