Premium Basquetebol rende-se ao CR7 Air Jordan

Ronaldo marcou o golo do triunfo da Juventus sobre a Sampdoria de cabeça e depois de se elevar a 2,56 metros do relvado. O salto do português não foi o mais impressionante da carreira (já teve dois maiores), mas correu mundo e fez lembrar as impulsões dos basquetebolistas. O DN foi ouvir alguns e descobriu que o segredo está nas pernas, na genética e no treino!

Ronaldo ganha balanço com três ou quatro passos de corrida, faz uma chamada de salto perfeita, já no ar arqueia o tronco para ganhar balanço e, em seguida, concentra a energia do corpo na cabeçada que acaba no fundo das redes da baliza da Sampdoria. Foi mais ou menos isto que o jogador da Juventus fez em cerca de 30 milésimos de segundo no jogo de quarta-feira, que acabou com um triunfo da Juventus, por 2-1. O português terá saltado 2,56 metros. Uma marca comparada a basquetebolistas (mas também a voleibolistas e atletas do salto em altura). Notável, tendo em conta que o aro de uma tabela de basquetebol está nos 3,05 metros e que CR7 mede 1,85 metros.

"Ronaldo fez algo que parecia da NBA. Esteve a pairar durante hora e meia... O que podemos fazer? Parabéns e é isso." Esta foi a reação de Claudio Ranieri, treinador da Sampdoria, depois de ver o português voar para o derrotar. Confrontado com o "salto impressionante" pela Sky Itália, no final do encontro, o jogador português mostrou-se algo surpreendido e quase sem noção do que havia feito. Depois foi para casa, reviu o lance e quando acordou tomou consciência do feito que já corria mundo e revelou-o ao mundo num post. "CR7 Air Jordan", escreveu Ronaldo nas redes sociais, comparando-se assim ao lendário basquetebolista Michael Jordan - conhecido como Air Jordan devido às suas impulsões voadoras na hora de afundar.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG