Exclusivo Lin-Manuel Miranda. O prodígio da Broadway

Na obra do criador do musical Hamilton cruzam-se as raízes latinas e a herança de Hollywood: através do seu trabalho, teatro e cinema reinventam as suas alianças.

No dia 2 de dezembro de 2018, pelo segundo ano consecutivo, Donald Trump não esteve presente na cerimónia dos prémios honorários atribuídos pelo Kennedy Center, em Washington. Entre os homenageados, Cher e Lin-Manuel Miranda tinham já sido questionados sobre a ação do 45.º presidente dos EUA, ambos dando conta de uma visão profundamente negativa. No caso de Lin-Manuel Miranda, a opinião não podia ser mais telegráfica: "Demita-se."

Provavelmente, tão contundente declaração fez que o rótulo de artista "político" se colasse à figura de Lin-Manuel Miranda, ator, encenador, compositor e produtor nascido em Nova Iorque, em 1980, de ascendência porto-riquenha. Convenhamos que tal classificação simplifica de forma fácil e equívoca a conjuntura em que tudo aconteceu e, mais do que isso, as singularidades do seu labor artístico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG