Exclusivo Humilhação para Trudeau. Canadá falha eleição para Conselho de Segurança

Há dez anos, o então Governo conservador perdeu para Portugal e Alemanha. Agora, os liberais, tão críticos do embaraço da altura, ainda tiveram menos votos do que Irlanda e Noruega. Que razões estão por detrás da derrota canadiana?

Dez anos depois do primeiro desaire, o Canadá perdeu pela segunda vez a hipótese de se sentar à mesa do Conselho de Segurança das Nações Unidas, num revés para o primeiro-ministro Justin Trudeau. O liberal, eleito em 2015 e reeleito em 2019, tinha estabelecido o regresso a um dos lugares de membro não permanente como a principal prioridade em política internacional.

É à mesa do Conselho de Segurança das Nações Unidas, onde além dos cinco membros permanentes (EUA, China, Rússia, Reino Unido e França) há espaço para dez membros não permanentes eleitos por mandatos de dois anos, que as grandes decisões são tomadas. Este órgão pode autorizar as missões de paz, impor sanções internacionais e determinar a resposta da ONU aos vários conflitos em redor do mundo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG