Premium Maratona no Parlamento. E um camião de leis a caminho de Belém

Um guião de votações com 110 páginas ilustra bem o que espera os deputados nesta sexta-feira, no último plenário da legislatura. Há 59 projetos de lei, 19 propostas de lei do governo e 90 projetos e propostas de resolução para votar.

A Lei de Bases da Saúde, o Estatuto do Ministério Público, a gestação de substituição ou uma alteração ao Regime Jurídico das Custas Judiciais são alguns dos 59 projetos de lei, 19 propostas de lei do governo e 90 projetos e propostas de resolução, num total de 170 diplomas que serão votados nesta sexta-feira na Assembleia da República, numa maratona que se mede, para já, em 110 páginas do guião de votações.

Os deputados têm um último plenário antes das férias do verão para arrumar a casa em matéria de projetos de lei, propostas de lei do governo e propostas e projetos de resolução. E há ainda lugar a votos de pesar, condenação e louvor, alguns que se repetem, num total de dez. É um verdadeiro camião legislativo que segue depois para Belém, para o Presidente da República ler, analisar e depois decidir-se pela promulgação ou pelo veto.

Ler mais

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.