Premium Moção de censura do CDS. Rio apoia, mas desvaloriza-a

PSD apoia a moção de censura do CDS, mas desvaloriza-a. Rui Rio não quer ir a reboque do partido de Assunção Cristas. Na quarta-feira as críticas ao governo vão subir de tom à direita.

Rui Rio chutou para canto para não dar importância à moção de censura ao governo apresentada pelo CDS. Não foi o líder do PSD que tomou posição sobre o assunto, mas sim um vice-presidente do partido, David Justino, que anunciou o apoio à iniciativa. E o grupo parlamentar acabou a desvalorizá-la passado pouco tempo: "Como é por demais evidente, a moção de censura ao governo apresentada pelo CDS não tem qualquer efeito prático."

Os sociais-democratas, que o CDS força a tomar posição, liderando a iniciativa de combate ao governo, reforçaram a ideia de que as críticas ao executivo liderado por António Costa têm sido uma constante por parte do seu partido e que, por isso, e só por isso, votarão "a favor de uma censura à política socialista que tem sido seguida". As despesas do debate na quarta-feira, quando a moção for debatida e votada em plenário, ficarão às despesas do líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG