Premium Análises detetam se doentes com cancro da mama vão ter boa resposta à quimioterapia

Uma equipa de investigadores da Nova Medical School foi premiada com um projeto que identifica se uma mulher com cancro da mama vai ter uma boa resposta à quimioterapia a que se vai submeter antes da cirurgia. Os resultados são ainda preliminares mas já se está a proceder à sua validação.

Evitar que uma mulher com cancro da mama se sujeite à quimioterapia quando o tratamento acaba por não ser eficaz e ajudar o médico a decidir a melhor terapia a aplicar para cada doente é o que pode significar a descoberta de um grupo de investigadores portugueses.

O trabalho desenvolvido pela equipa de Guadalupe Cabral, bióloga e investigadora do Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC), da Nova Medical School, conseguiu detetar se o doente vai ter uma boa ou má resposta à quimioterapia que é realizada antes da cirurgia. Uma investigação distinguida com um dos cinco Prémios em Medicina do Tagus Park, no valor de 20 mil euros cada um.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG