Premium Nove anos e dez dias depois. O mesmo sorriso e confiança, mas a Bola de Ouro já não é uma obsessão

Cerimónia de apresentação de Ronaldo na Juventus não foi em nada comparável com a que teve no Real Madrid. Há nove anos disse que cumpria um sonho de criança; nesta segunda-feira confessou que era um clube no qual queria jogar desde miúdo.

Nove anos e dez dias. O espaço temporal que separa a mega-apresentação de Cristiano Ronaldo no Real Madrid e a desta segunda-feira na Juventus. 451 golos e 438 jogos depois, o avançado português começa uma nova etapa na sua carreira, aos 33 anos. Sporting, Manchester United, Real Madrid... e agora a vecchia signora. Há nove anos custou 94 milhões; por estes dias foi vendido por mais de 100 milhões. Nos próximos quatro anos, a duração do contrato, vai ganhar 30 milhões/época só em vencimentos.

A apresentação desta segunda-feira, ao contrário do inicialmente previsto, não teve nada de hollywoodesco (razões de segurança, logística e a pedido do jogador). Foi uma cerimónia muito mais discreta, nada comparada com a de há nove anos no Santiago Bernabéu, quando subiu ao relvado e foi aplaudido por 80 mil adeptos entusiastas. Aconteceu num espaço do estádio da Juventus, com centenas de jornalistas, a família e o empresário Jorge Mendes na primeira fila. Mas apresentou-se com o mesmo sorriso e confiança que mostrou no dia em que assinou pelo Real, apesar de ter confessado que nesta nova etapa "a Bola de Ouro não é uma obsessão".

Ler mais