Premium O filme negro de Orson Welles sobre a fronteira entre o México e os EUA

A Sede do Mal, clássico de Orson Welles, regressa ao mercado do DVD. Magnífica oportunidade de redescoberta de um trabalho que aplica as regras do filme noir para construir uma narrativa eminentemente trágica.

Quem já viu não esquece... E podemos apostar que quem vai ver pela primeira vez ficará maravilhado pela sofisticada complexidade da cena de abertura de A Sede do Mal (1958), obra-prima de Orson Welles - o filme aí está, disponível no mercado do DVD.

Tudo acontece na fronteira entre o México e os EUA. Através de um longo plano-sequência (entenda-se: uma ação filmada em continuidade, sem cortes de montagem), Welles mostra-nos alguém a colocar uma bomba-relógio na mala de um automóvel que, poucos momentos depois, começa a movimentar-se... A espera da explosão que se adivinha constitui um pequeno prodígio de mise en scène, além do mais introduzindo a personagem fulcral do oficial da polícia especializado em tráfico de drogas: em lua-de-mel, está também a atravessar a fronteira na companhia da mulher - ele é Charlton Heston, ela Janet Leigh.

Ler mais

Exclusivos