Premium "Alguém se lembraria de construir um condomínio em Monsanto? É o que se passa em Carnaxide"

Território de 600 hectares dividido entre os concelhos da Amadora, Oeiras e Sintra, a serra de Carnaxide está sob uma crescente pressão urbanística. Grupo de cidadãos juntou-se pela preservação da serra, uma das últimas grandes manchas verdes da periferia de Lisboa.

No alto da serra de Carnaxide, a terra ainda enlameada dá testemunho das chuvas da véspera. É para esta terra que aponta Eugénio Sequeira, engenheiro agrónomo e antigo presidente da Liga para a Proteção da Natureza: "Se impermeabilizarem os solos da serra, esta água que agora é retida vai concentrar-se lá em baixo em metade do tempo. O que é que isso significa? Cheias!".

Ao lado das terras revolvidas pelas máquinas ergue-se já uma parte de um condomínio - publicitado como "uma cidade às portas de Lisboa" - que terá 115 moradias e 255 apartamentos. Não é caso único: a lista de projetos de construção que foram sendo anunciados para a serra ao longo dos últimos anos é extensa e variada, de uma cidade desportiva a um centro hípico, de um parque aquático a uma exploração agropecuária.

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG