Premium O texano venezuelano que lançou um dos discos do ano

Três anos depois, o artista americano de ascendência venezuelana está de volta com Ma, um álbum orgânico e intimista, dedicado a um alargado conceito de maternidade, que candidata Devendra Banhart a autor de um dos discos do ano.

Devendra Banhart nasceu no Texas há 38 anos, mas foi na Venezuela, país natal da mãe, que passou toda a infância, num período em que amiúde a sua memória regressa, especialmente agora. A crise humanitária do país aflige alguns familiares diretos e tornou-se um cavalo de batalha para o artista, que lidera uma campanha de angariação de fundos internacional, para adquirir bens essenciais, como fez questão de referir nesta entrevista ao DN.

Não por acaso, o espanhol é uma das línguas (tal como o inglês e o português) em que voltou a cantar em Ma, o décimo álbum de originais, editado há poucas semanas e já considerado pela crítica um dos melhores da safra de 2019. Bastante mais intimista e emocional, o disco representa uma mudança de registo em relação aos trabalhos anteriores, em especial quando comparado com o muito mais eletrónico Ape in Pink Marble, de 2016, ou seja, totalmente o posto das cordas, sopros e teclados com que constrói este Ma.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.