Premium Marido de Isabel II é o mais duradouro dos consortes

Quando se casaram em 1947, Isabel tinha 21 anos e Filipe 26, e já se conheciam há algum tempo, pois são primos, ambos descendentes da rainha Vitória de Inglaterra. Estar ao lado da rainha (há quem diga atrás) tem sido a sua missão principal ao longo de sete décadas.

Uma biografia do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, acaba de ser posta à venda no Reino Unido. Ingrid Seward, autora já com vasto currículo de livros sobre a família real britânica, optou pelo título Prince Philip Revealed: A Man of His Century.

Certamente que a biografia destaca, além das peripécias do longuíssimo casamento com Isabel II, a origem aristocrática de Filipe, nascido em 1921 na ilha grega de Corfu e pertencente tanto à família real helénica como à dinamarquesa. Ainda criança, teve de abandonar o país natal, na sequência da deposição do seu tio, o rei Constantino I. Com ligações familiares à Grã-Bretanha, acabou por se alistar na Marinha do país depois de ter vivido e estudado na Alemanhae na França. Durante a Segunda Guerra Mundial, já naturalizado britânico, participou no esforço de guerra dos Aliados tanto no Mediterrâneo contra os nazis como no Pacífico contra o império japonês, e entre as várias batalhas em que esteve envolvido destacam-se a de Creta e a de Okinawa. Em 1947 casou-se com a princesa Isabel, herdeira do trono, e em 1952, quando a mulher se tornou rainha, passou a ser o monarca consorte e, passados 68 anos, é o mais duradouro da história britânica.

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG