Premium Emirados Árabes Unidos lançam-se na corrida a Marte

Sonda Al-Amal, que significa "esperança" em árabe, é a primeira a partir, numa janela de oportunidades que verá também seguirem a caminho do Planeta Vermelho missões da China e dos EUA.

O país ainda não celebrou 50 anos, fez a sua estreia no espaço há pouco mais de uma década e há apenas dez meses colocou o seu primeiro astronauta, Hazza Al Mansouri, em órbita. Agora, os Emirados Árabes Unidos preparam-se para lançar uma sonda para Marte, com a esperança -- o significado em árabe do nome da sonda, Al-Amal -- de dentro de um século colonizar o Planeta Vermelho.

"Se uma pequena nação como a nossa é capaz de alcançar este tipo de missão e chegar a Marte, então tudo é possível", disse um dos responsáveis da missão Hessa Al Matroushi, do Centro Espacial Mohammed Bin Rashid, ao site Space.com. O país até agora colocou apenas vários satélites na órbita da Terra com a ajuda dos japoneses, além do seu astronauta ter aproveitado a boleia dos russos para ficar uma semana na Estação Espacial Internacional.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG