Premium O mistério dos New Order e o sucesso dos The National em Paredes de Coura

The National, New Order, Father John Misty e Patti Smith são alguns dos nomes em Paredes de Coura. O diretor do festival desde a primeira edição, João Carvalho, afirma que será "o melhor cartaz de sempre" e parece que a maioria concorda.

Começa hoje mais uma edição do Vodafone Paredes de Coura, num primeiro dia que terá como cabeças-de-cartaz os americanos The National, de regresso ao mesmo palco onde se estrearam em Portugal, no ano de 2005, pouco tempo depois de terem lançado o terceiro álbum de originais, Alligator.

Desde então, tudo mudou para a banda do Ohio, que de promessa da música indie se tornou uma das maiores bandas do mundo, como se comprova não só pela conquista do Grammy de melhor álbum de música alternativa, em 2017, com o disco Sleep Well Beast, mas especialmente pelos concertos esgotados um pouco por todo o lado, como mais uma vez acontece em Paredes de Coura.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.