O Centro Champalimaud está também a desenvolver uma biópsia líquida que possa adaptar os tratamentos
Premium

Saúde

Um teste de sangue a substituir mamografias? Para já, não

Na semana passada o Hospital Universitário de Heidelberg, na Alemanha, anunciou um teste ao sangue que poderá detetar de forma "não invasiva" o cancro da mama. Em Portugal, este tipo de exames é visto com cautela, até à validação científica.

Chama-se HeiScreen o exame ao sangue anunciado esta semana pelo Hospital Universitário de Heidelberg, Alemanha, que poderá ser mais um aliado no diagnóstico precoce do cancro da mama já que recorre à técnica da biopsia líquida, não é invasivo e deteta 15 tipos diferentes de células de cancro da mama. Um aliado e não um milagre, dizem os investigadores portugueses.

Em Portugal, este novo exame é visto com cautela até porque ainda não está comprovado cientificamente. Não é, aliás, o primeiro exame do género anunciado e nenhum foi até momento validado, explica ao DN Fátima Cardoso, diretora da Unidade de Mama do Centro Clínico Champalimaud (CCC). E é por essa razão que ainda "não tem aplicação clínica", sublinha a investigadora.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG