Premium Quem são os inimigos de Nicolás Maduro

Dentro e fora de portas, ao presidente da Venezuela não falta quem o queira fora do palácio presidencial.

O presidente da Venezuela queixa-se de ter sido alvo de uma tentativa de assassínio. O ataque foi reivindicado pelo pouco conhecido grupo Movimento Soldados de Franelas, e seis pessoas foram detidas. Mas Nicolás Maduro foi expedito a apontar o dedo ao presidente cessante da vizinha Colômbia e aos grupos de extrema-direita que residem nos Estados Unidos.

"Não tenho dúvidas de que tudo aponta para a extrema-direita venezuelana em aliança com a extrema-direita colombiana e que o nome de Juan Manuel Santos está por trás deste atentado", disse Maduro.

Ler mais

Exclusivos