BE quer travar despejos de inquilinos

Bloquistas lançam campanha para mudar a lei e alargar moratória de despejos, que não se limite apenas a pessoas idosas ou com deficiência

O Bloco de Esquerda vai insistir numa moratória aos despejos na habitação. Primeiro, com uma campanha nas ruas, e depois, em setembro, com a reapresentação de uma iniciativa legislativa a pedir para parar todos os despejos.

De acordo com a deputada Maria Manuel Rola, o BE entende que "é extremamente urgente dar resposta" às pessoas que estão a ser ameaçadas de despejo, apesar de o Parlamento ter aprovado há semanas uma moratória que evita esses despejos, mas com um alcance limitado, apontam os bloquistas.

"Só abrange uma pequena parte da população", justificou Maria Manuel Rola ao DN, notando que os socialistas apenas viabilizaram o projeto do PS (e chumbaram o do BE) que trava o despejo de pessoas idosas ou com deficiência que sejam arrendatários há mais de 15 anos. "Isso não chega", apontou.

A deputada bloquista defendeu ao DN que o PS vai ter que "voltar a responder se faz ouvidos moucos ao que as pessoas estão a dizer", notando que muitos inquilinos se sentem "desprotegidos" e "estão a ser levados a deixar os centros das cidades", por causa do aumento das rendas, da venda de prédios para alojamento local ou para vistos gold. Não apenas em Lisboa e Porto, notou Maria Manuel Rola. Também já há situações idênticas relatadas em Braga e Faro.

Com as anunciadas alterações à chamada lei Cristas, que (na leitura da esquerda parlamentar) facilitou os despejos que estão a acontecer, Maria Manuel teme que haja uma tentativa de proprietários acelerarem os despejos, antes da aprovação dos vários dossiês que estão em discussão no Parlamento, mas que viram a sua discussão adiada para a próxima sessão legislativa, ou seja, em setembro, quando os deputados regressarem de férias.

Depois de o vereador bloquista em Lisboa, Ricardo Robles, ter estado com moradores de prédios da Fidelidade, e da coordenadora do BE, Catarina Martins, se ter encontrado com moradores do centro histórico do Porto, no domingo passado, o BE vai insistir em iniciativas idênticas, com um calendário ainda por fechar, para além da campanha que chega agora às ruas, acompanhada de vários materiais. A Mesa Nacional do Bloco, do próximo sábado, aprovará o lançamento desta campanha nacional contra os despejos.

Na imagem da campanha, o BE avisa: "Parar os despejos. Mudar a lei, combater a especulação."

Ler mais

Exclusivos