Premium

homossexualidade

O medo de contar. "Pai, sou gay. Gosto de homens"

Depois do desamparo que sentiram quando descobriram que gostavam de pessoas do mesmo sexo há outros momentos difíceis para os jovens, como contar aos pais que são homossexuais. Porque nem sempre a reação é a melhor. Há até quem seja violento ou renegue os filhos

Luís, Sara, Joana, Tavares. Quatro histórias de jovens que assumiram a sua homossexualidade, embora só três deles ainda tenham tido a coragem de contar aos pais. Porque é difícil, porque têm vergonha, porque sabem que defraudam expectativas. E porque sabem que a reação pode ser violenta. Margarida, Hermínia e Ilda - a história de três mães que aceitaram, cada uma à sua maneira, a orientação sexual das filhas.

Luís: viver com os insultos do pai

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.