Exclusivo Duas dezenas de carreiras profissionais a exigir igualdade

Governo quis alargar descongelamento parcial da carreira dos professores a mais seis, excluindo as de outros corpos especiais do Estado.

Os "princípios da legalidade e da igualdade" exigem que o descongelamento total das carreiras dos professores seja aplicado às mais de duas dezenas de carreiras que também têm regimes de avaliação e tempos de progressão específicos, observou ontem ao DN a líder da Frente Comum, Ana Avoila.

Ao contrário da regra de dez anos - o "módulo do tempo-padrão" - para progredir nas carreiras gerais da função pública, através da avaliação de desempenho dos respetivos profissionais, outras há em que essa avaliação é específica e a que correspondem tempos próprios de promoção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG