Premium No país de Diamantino

Consagrado no Festival de Cannes de 2018, o filme Diamantino merece ser descoberto. Mesmo que possamos recebê-lo com desencanto, vale a pena pensar a sua visão de um país chamado Portugal.

Que dizer sobre o filme Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, que chega nesta semana às salas portuguesas, quase um ano depois de ter arrebatado, em Cannes, o prémio principal da Semana da Crítica?

Talvez possa ser pedagógico referir que esse prémio serve também de sintoma das clivagens que marcam o universo da crítica de cinema - de facto, não posso deixar de dar conta do meu desencanto face a Diamantino. Dito de outro modo: não há nada que justifique falar de uma entidade unificada, muito menos unívoca, a que daríamos o nome de "crítica". Interessante é, justamente, a coexistência das diferenças que a intervenção crítica pode envolver.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG