Premium Guiné-Bissau: cronologia de uma crise política que não é de agora

A Guiné-Bissau festejou, no ano passado, o 46.º aniversário da independência em plena crise política. As eleições que deviam ajudar a resolver a situação, só a pioraram.

As presidenciais que deviam servir para pôr fim à crise política na Guiné-Bissau acabaram por gerar mais confusão, com resultados contestados, tomadas de posse simbólica e dois presidentes durante o fim de semana. O que é que se está a passar no país que assinalou no ano passado o 46.º aniversário da independência (em 1973, mas só reconhecida por Portugal em 1974)? E quanto tempo vai demorar a última crise?

24 de novembro: primeira volta das presidenciais

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG