Exclusivo A liberdade condicionada de Lionel Messi. Do burofax aos interessados

Médio argentino tentou rescindir unilateralmente no verão, mas voltou atrás. Agora é um jogador em final de contrato e pode comprometer-se com qualquer clube desde 1 de janeiro. Mas sair a custo zero tem um preço alto e pode superar os 70 milhões de euros por época.

O Santos avisou que a camisola 10 que foi de Pelé está livre, mas o destino de Lionel Messi está longe de passar pelo Brasil. O argentino é um jogador livre desde 1 de janeiro, assim como espanhol Sergio Ramos, capitão do Real Madrid, o médio croata Modric, do Real Madrid, o avançado argentino Kun Agüero, do Manchester City, e Ángel Di María, do PSG, entre muitos outros (veja lista).

Parece um guião de um qualquer filme fantasioso pensar que aquele que é considerado um dos melhores de sempre esteja sem clube para a época 2021-22 , mas Messi está a seis meses de poder deixar a casa que é sua desde os 13 anos. Ele é um dos poucos que nunca mudou de clube e se sair será sem dramas, segundo Koeman: "Como qualquer jogador que acaba contrato, está livre para decidir o que quer. Messi quer sempre fazer o melhor pela equipa, e não vejo que seja um problema ainda não ter nada decidido sobre o futuro. Devemos respeitar a sua decisão."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG