Lisboa e Moita, 20 km de distância e 244 mil euros de diferença no preço das casas

Na cidade de Lisboa, o preço mediano de uma casa de 100 metros quadrados é de 315 mil euros; na Moita, a 20 quilómetros de distância, é de menos de 71 mil euros. São quatro vezes menos.

A Área Metropolitana de Lisboa é a região onde há maior amplitude nos preços das casas entre municípios. Comprar uma casa de cem metros quadrados na Moita custa 70 800 euros; um alojamento familiar com a mesma dimensão em Lisboa, que dista apenas 20 quilómetros, vale 315 400 euros, uma diferença de mais de 244 mil euros.

O preço mediano do metro quadrado das casas em Portugal foi de 1031 euros no segundo trimestre deste ano, um aumento de 6,4% face ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A par da região do Algarve (1606 euros/m2), o preço mediano foi superior ao valor nacional na Área Metropolitana de Lisboa (1383 euros/m2), na Região Autónoma da Madeira (1205 euros/m2) e na Área Metropolitana do Porto (1034 euros/m2).

O gabinete estatístico revela que 45 municípios, maioritariamente no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa, apresentam um valor mediano de venda superior ao nacional. Lisboa (3154 euros/m2) é onde as casas são mais caras. Seguem-se Cascais (2478 euros/m2), Oeiras (2134 euros/m2) e Loulé (2018 euros/m2). O Porto fica-se pelos 1762 euros/m2.

Mas em Lisboa há freguesias onde os preços estão muito acima da mediana. É o caso de Santo António (5131 euros/m2), Misericórdia (4718 euros/m2) e Santa Maria Maior (4509 euros/m2), tornando as zonas da Avenida de Liberdade, Bairro Alto, Cais do Sodré, Castelo e Baixa-Chiado nas mais caras do país para se comprar casa. No extremo oposto, encontram-se as freguesias do Beato (2380 euros/m2), Olivais
(2353 euros/m2) e Santa Clara (2023 euros/m2).

No Porto, o Bonfim destacou-se entre as sete freguesias ao apresentar um preço mediano (1785 euros/m2) acima do valor da cidade. Em contraponto, é na freguesia da Campanhã onde o preço mediano é menor (1114 euros/m2).

jornalista do Dinheiro Vivo

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG