Valor médio das pensões atribuídas pela CGA em agosto é o mais baixo desde janeiro de 2018

Em agosto, entraram na reforma 1110 funcionários públicos, aos quais foi atribuída uma pensão cujo valor médio é de 1074,8 euros.

O valor médio das pensões atribuídas pela Caixa Geral de Aposentações em agosto foi de 1.074,8 euros, indica a Síntese de Execução Orçamental divulgada esta quinta-feira, sendo necessário recuar a janeiro de 2018 para encontrar um montante inferior.

Em agosto, entraram na reforma 1110 funcionários públicos, aos quais foi atribuída uma pensão cujo valor médio é de 1074,8 euros.

Aquele valor médio traduz uma quebra de 235,2 euros face à pensão média que foi atribuída no mês anterior. De acordo com os dados da síntese de execução orçamental, divulgada esta quinta-feira pela Direção-geral do Orçamento (DGO), trata-se do valor médio mais baixo de novas pensões desde janeiro de 2018, mês em que este foi de 926,3 euros.

Há vários fatores que influenciam o valor médio das pensões atribuídas em cada mês, nomeadamente o salário dos funcionários públicos que entraram para a reforma e as condições em que o fizeram, uma vez que a legislação prevê a atribuição de penalizações a quem se reforma antecipadamente.

Entre as penalizações em vigor inclui-se o fator de sustentabilidade, que em 2019 foi fixado em 14,7%, e um corte de 0,5% por cada mês de antecipação face à idade legal da reforma.

Em 2019, a idade de acesso à pensão sem penalizações está balizada nos 66 anos e cinco meses, sendo que os funcionários públicos com carreiras mais longas começarão a beneficiar a partir de outubro do regime da idade pessoal de acesso à reforma sem penalizações.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG